quarta-feira, 9 de maio de 2018

‘Presidente da Caerd deve ser destituída amanhã (10) e governo regressará ao modelo de gestão compartilhada’, anuncia Hermínio Coelho


O parlamentar se reuniu com o secretário-chefe da Casa Civil Eurípes Miranda na companhia de servidores da companhia

Porto Velho, RO – O deputado estadual Hermínio Coelho (PCdoB) e servidores da Companhia de Águas e Esgoto de Rondônia (Caerd) se reuniram com o secretário-chefe da Casa Civil do governo Daniel Pereira (PSB), Eurípedes Miranda.

Na reunião, o governo do Estado e os servidores, em acordo intermediado por parlamentares, chegou a um denominador acerca da penúria vivenciada pela companhia que, há mais de cinco meses, não paga os salários dos funcionários públicos que trabalham no órgão.

Confira o pronunciamento do deputado



A responsabilidade, segundo Hermínio, é da atual presidente Iacira Azamor que, totalmente respaldada pelo ex-governador Confúcio Moura, do MDB, acabou “implodindo” a Caerd deixando a situação chegar no nível onde chegou.

Iacira Azamor, inclusive, deve ser destituída do cargo amanhã (10) e, logo em seguida, o Estado de Rondônia regressará ao modelo de gestão compartilhada.

“Esperamos que assim a Caerd possa diminuir os danos causados pela atual presidente com anuência do ex-governador Confúcio. Eles quase destruíram a companhia e agora a conta chegou para o governo Daniel Pereira pagar, o que é injusto. Os primeiros passos será corrigir a grande injustiça que foi feita contra os servidores, há quase meio ano sem receber. É uma calamidade que, a partir de agora, começa a ser reparada de forma consciente”, declarou o Coelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário