sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Operação com prisões em Ouro Preto é fruto de denúncias do ex-presidente da Assembleia Hermínio Coelho


O deputado estadual Hermínio Coelho (PDT) recordou da época em que usava a tribuna para relatar os escândalos da Operação Ludus

Porto Velho, RO – O ex-presidente da Assembleia Legislativa Hermínio Coelho (PDT) relembrou que as prisões, conduções coercitivas e os mandados de busca e apreensão oriundos da Operação Erga Omnes deflagrada em Ouro Preto do Oeste são desdobramentos de outra operação bastante conhecida, a Ludus – deflagrada em 2014 –, que culminou, à época, nas prisões do ex-prefeito e ex-deputado estadual Alex Testoni e do deputado federal Lúcio Mosquini (PMDB).

O parlamentar recordou ainda que, há anos, bradava no Plenário do Legislativo cobrando punições aos responsáveis pelo derrame indiscriminado de dinheiro público nas obras do Novo Espaço Alternativo, cheia de irregularidades e “esquemas obscuros” que, de acordo com o deputado, até agora não foram revelados e expostos à população.

No final de 2014, o jornal Rondoniagora publicou matéria intitulada “Denúncias de Hermínio Coelho de irregularidades na obra do Espaço Alternativo são confirmadas”, denotando que as manifestações do pedetista eram, de fato, rigorosamente corretas, tanto que as autoridade agiram. Leia clicando aqui.

No ano seguinte, em março de 2015, discursou no púlpito da Casa de Leis falando sobre o Governo de Rondônia, Mosquini e Testoni, conforme o vídeo abaixo.



“É preciso que além da operação deflagrada pela Polícia Civil (PC/RO) com participação do Ministério Público (MP/RO) o Poder Judiciário dê respostas contundentes às denúncias de sangria dos cofres públicos de Rondônia. O cidadão não aguenta mais. Há anos falo sobre esses esquemas recheados de politicagem, já está mais do que na hora de ver essa gente atrás das grades”, declarou Coelho. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário